Centro Cultural Capoeira Colombia

Eu vim de longe, vim pra vadiar... Sou do Centro Cultural Capoeira Colombia

Últimos temas
» Jogos Mundiais ABADA-CAPOEIRA 2005 Professor Eberson e Instrutor Valdo
Jue Ago 04, 2011 1:09 pm por Rapunzel

» Canciones de Capoeira en Youtube + Letra
Vie Mayo 13, 2011 1:16 pm por Rapunzel

» Ie Viva Meu Mestre
Dom Ene 23, 2011 5:49 pm por Rapunzel

» Gingado Capoeira vol.2
Lun Ene 17, 2011 1:28 pm por Rapunzel

» A Capoeira tem vida: Pretinho ABADÁ CAPOEIRA
Mar Dic 21, 2010 1:29 am por Rapunzel

» Colombia tem dende
Mar Dic 21, 2010 1:23 am por Rapunzel

» iemanja - Capoeira Colombia
Sáb Dic 18, 2010 2:45 am por Rapunzel

» V ENCUENTRO CULTURAL "Lanzamiento del CD"
Miér Nov 24, 2010 2:06 pm por Rapunzel

» Canción a canción
Jue Oct 07, 2010 4:51 pm por Rapunzel

¿Quién está en línea?
En total hay 1 usuario en línea: 0 Registrados, 0 Ocultos y 1 Invitado

Ninguno

La mayor cantidad de usuarios en línea fue 16 el Sáb Jun 15, 2013 6:42 pm.

No estás conectado. Conéctate o registrate

Letras Gingado Capoeira

Ver el tema anterior Ver el tema siguiente Ir abajo  Mensaje [Página 1 de 1.]

1 Letras Gingado Capoeira el Jue Mayo 06, 2010 12:30 pm

Rapunzel

avatar
Admin
Malandragem

Malandragem só sai daqui
Quando essa roda acabar
Se meu mestre disser iê
Ou se cavalaria tocar
Capoeira antiga arte
Foi o negro inventando
Me diga quem é brasileiro
Que não tem um pouco de malandro
E malandragem...

O malandro, malandro (Coro)
Gingado capoeira
O malandro, malandro (coro)
Na Bahia
O malandro, malandro (Coro)
Na ladeira
O malandro, malandro (coro)
Malandragem
O malandro, malandro (coro)
Na cultura
O malandro, malandro (coro)
Negro canta
O malandro, malandro (coco)
Joga e pula
O malandro, malandro (coro)

Finge que vai mas não vai
Bicho vem e eu me faço de morto
Mas se a coisa apertar
Pra Deus eu peço socorro
Entro e saio sem me machucar
Subo e deço sem escorregar
Vou louvando o criador da mandinga
O malandro que inventou a ginga
Malandragem

O malandro, malandro (Coro)
Capoeira
O malandro, malandro
Na Bahia
O malandro, malandro
Na ladeira
O malandro, malandro
Malandragem
O malandro, malandro
Na cultura
O malandro, malandro
Negro canta
O malandro, malandro
Joga e pula
O malandro, malandro

O sol faz o chao esquentar
Calma moça chuva vem esfriar
A expressao do rosto da menina
Ao saber que essa é minha siná ôiô
Bato forte e ñ devagar
Cuidado quando se levantar
Berimbau já vez tua cantiga
Coraçao me impulsa pra cima
Malandragem






Autor/compositor: Hugo Darques (Professor Capú)




Mariá

Um metro de pano e pouco
Pra trez moeda no bolso
Vou dizer pra maria
Ela sim sabeu meu gosto

Maria me prometeu
Fazer meu abada

Maria me prometeu (Coro)

Se suja ela vai lavar

Maria me prometeu (coro)

Se rasga vai costurar

Maria me prometeu (Coro)

De fazer meu abada

Maria me prometeu (Coro)

Vai na roda pra olhar

Maria me prometeu (Coro)

Maria tava cansada
Mas sem ruga no rosto
Tem prazer de costurar
Nao mete a mao no meu bolso

Maria me prmeteu
Fazer meu abada

Maria me prometeu (Coro)

Foi na roda pra olhar

Maria me prometeu (Coro)

De fazer meu muncuzar

Maria me prometeu (Coro)

Foi na praça pra olhar

Maria me prometeu (Coro)

De fazer meu abada

Maria me prometeu (coro)



Autor/Compositor: Hugo Darques (Professor Capú)



O xodó da minha vida

Quando ela foi embora
Abalo o meu coraçao
Me levante da rasteira
Quem gosta de viver na solidao.

O xodó da minha vida é a capoeira ai a a

Deixa eu jogar (coro)

O xôdo da minha vida é a capoeira

Deixa eu jogar (coro)

O viola veiu revirando
O médio acompanha
O gunga veiu a consolar
Deixa eu jogar

O xodó da minha vida é a capoeira ai a a

Deixa eu jogar (coro)

O xodó da vida é aa capoeira ai a a

Deixa eu jogar (coro)

Ie ie e ie eiaaa

Deixa eu jogar (coro)

La la la e la la e la

Deixa eu jogar (coro)


Autor/Compositor: Hugo Darques (Professor Capú)


Filhos Mestiço


Misturou filho de negro e plebeus
O que viram dos olhos de Deus
Meu brasil de cafuzo caboclo
A fusao de todas as raças

Era luta de matar
Mas era um povo de pais

Era lutar de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Era luta de matar
Mas era um povo de paz

Era lua de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Ate branco entrou nessa mistura
Por que ñ aquentava ver mulata
Rapaduro e doce mas é dura
O pior do que tiro é facada aia

Era luta de matar
Mas era um povo de paz
Capoeira

Era luta de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Era luta de matar
Mas era um povo de paz


Era luta de matar
Masera um povo de paz (coro)

Descobriram america do sul
Visitante de todos continente
Toda hora chegava mais um
Quem morria aqui era indígente aia

Era luta de matar
Mas era um povo de paz
Capoeira

Era luta de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Era lutar de matar
Mas era um povo de paz

Era luta de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Mistiço da cultura brasileira
O tempo lavo o chao da ladeira
Misturando com sangue da capoeira
E o chao da ladeira

Era luta de matar
Mas era um povo de paz

Era luta de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Era luta de matar
Mas era um povo de paz

Era luta de matar
Mas era um povo de paz (coro)

Era luta de matar
Mas era um povo de paz
Capoeira



Autor/Compositor: Hugo Darques (Professor Capú)



O meu mestre quer ver você balançar



Luta que era o maculêle,,
Virou dança para nao morrer,,
Capoeira cruzeiro cerrado
Roda aberta pra quem quer jogar
O meu mestre quer ver você balançar
O meu metre que ver

O meu mestre que ver você balançar (coro)

O meu mestre que ver

O meu mestre que ver você balançar (coro)

Angola angoleiro
Benguela e regional
Chamada para um camará,,

Angola angoleiro
Benguela e regional (coro)
Chamada para um camará,,

Chamada para um camarada

Chamada para um camarada (coro)

Chamada para um camarada

Chamada para um camarada (coro)


Autor/Compositor: Hugo Darques (Professor Capú)



Quem vem lá


Êe morena mandou me chamar
Si eu ñ for sei que vai chorar
tâ pedindo
tâ querendo
pra menina vou ter que lhe dar
no caminho algo me vez parar
me arrepiei era capoeira
fui chegando
fui olhando
logo todos foram comentar
vem manhoso ta de capa
o chapéu e de couro é de napa
bem arisco
com seu lenço
a navalha no jogo sao bento

Quem vem lá
quem é

Quem vem lá
quem é (coro)

Quem vem lá
quem é

Quem vem lá
quem é (coro)

êê ieie ieie ieie êêa

ieie ieie ieie êêa (coro)



Autor/Compositor: Hugo Darques (Professor Capú)



Very Happy

http://capoeiracolombia.forumotion.net

Ver el tema anterior Ver el tema siguiente Volver arriba  Mensaje [Página 1 de 1.]

Permisos de este foro:
No puedes responder a temas en este foro.